À conversa com

Carlos Pazos-Justo aborda o tema das relações entre Portugal e Espanha

O Espaço Miguel Torga acolheu a 11 de junho, às 21h30, a sessão À Conversa com Carlos Pazos-Justo. A partir de uma parceria com o Instituto Cervantes em Lisboa, o convidado abordou o tema das relações entre Portugal e a Galiza, o rio que nos une, e revelou identidades e talentos de um lado e outro da fronteira. O professor Carlos Pazos falou da presença dos galegos em Portugal -Lisboa, Douro-, com atenção à obra de Alfredo Guisado, poeta e político galego-português, companheiro de Orpheu de Pessoa. 

Licenciado em Filologia pela Universidade de Santiago de Compostela, é Doutor em Ciências da Cultura pela Universidade do Minho e membro da Rede Galabra. Carlos Pazos recebeu em 2009 o Prémio Carvalho Calero de Investigação com Trajectória de Alfredo Guisado e a sua relação com a Galiza (1910-1921).

 

Esta sessão insere-se na iniciativa "SOMOS DOURO", promovida pela CCDR-N, a Comunidade Intermunicipal do Douro e a Liga dos Amigos do Douro Património Mundial no âmbito da classificação do Alto Douro Vinhateiro Património Mundial. Comissariada por Anabela Mota Ribeiro, jornalista natural da região, esta ação foi desenhada para envolver a população do território num festival que inclui um fórum, conversas, roteiros, oficinas e espetáculos nos 19 concelhos do Douro.